domingo, 25 de agosto de 2013

Aprenda a ser grunge

De gorro, abusando das sobreposições e do xadrez, sempre de sapatos abotinados, Cara Delevingne e Thaila Ayala mostram que o grunge voltou para ficar. Não adiantou a plateia do último desfile de Saint Laurent espernear contra a influência do estilo na coleção criada por Hedi Slimane, a moda está relançada. Em 1992 o fotógrafo Steven Meisel levou o look para as páginas da “Vogue” americana, clicando Naomi Campbell e Kristen McMenamy vestindo a famosa coleção de Marc Jacobs para Perry Ellis.
Thaila Ayala, musa do grunge. Fotos: Ego, Marcelo Sá Barreto/ AgNews e reprodução do Instagram
No Brasil a representante do movimento é Thaila Ayala. A atriz, que gosta de looks sexies, arranjou uma forma de usar o grunge até na noite. O vestido de festa colado ganhou ar descolado usado com bota e camisa quadriculada. Outro jeito bacana: amarrar a peça na cintura ajudando a cobrir o que você não quer mostrar. E por fim um pull de tricô com cara de feito à mão com um acessório diferente como as botas metálicas que ela usa na última fotol.
Cara Delevingne, top alternativa
Cara Delevingne é a modelo que personifica o estilo na vida real com irreverência. Um dos seus inseparáveis itens é um gorro, uma reciclagem dos anos 90 que vem ganhando versões moderninhas. Com um estilo bem street, ela parte do mesmo princípio do grunge na sobreposição de peças e estampas descombinadas.
Cara Delevingne, top irreverente. Fotos: AFP e reprodução do Instagram
Diferença: ela sempre tem um ponto de cor no look. Além disso, as camisetas de banda foram substituídas pelas de frases e as calças jeans largas pelas de moletom ou skinny e os casacos oversized pelas jaquetas de couro, tudo com jeito bem atual. A modelo anunciou recentemente que deixará de desfilar por causa de uma psoríase, um distúrbio autoimune que causa lesões na pele, fazendo de cada desfile um pesadelo na hora da maquiagem.
Era um garoto que como todos gostava de tocar guitarra na garagem
Kurt Cobain e Courtney Love, casal explosivo. Fotos: AFP e reprodução da campanha de Yves Saint Laurent
 Tudo começou com a explosão de bandas de garagem na cidade de Seattle num movimento musical liderado por Kurt Cobain, vocalista do Nirvana. O mix explosivo combinava o heavy metal das guitarras dos anos 70 e a abordagem das letras e atitude dos punks. Melhor trilha sonora para nossos dias de hoje ricos em manifestações não há. Crítica aos valores da sociedade, ao consumismo exagerado e à beleza artificial marcam letras que refletem até hoje um jeito alternativo de ser, com aparência cool, meio largadona.
Frances Cobain e Coutney, filha e mãe, musas de Saint Laurent
Frances Bean Cobain, estilo parecido com o do pai. Fotos: Reprodução da campanha de Yves Saint Laurent
O atribulado relacionamento de Kurt com a cantora Courtney Love rendeu várias reportagens sensacionalistas. Da união nasceu Frances Bean, hoje com 21 anos e herdeira das polêmicas dos pais. Com uma convivência complicada com a mãe, as duas já protagonizaram brigas em público, no twitter e até nos tribunais, onde Frances acusou a mãe de ter matado seu cão, morto depois de ingerir comprimidos de Courtney. Frances se tornou artista plástica e parece seguir os passos do pai em matéria de estilo. Tanta briga não impediu que mãe e filha fossem fotografadas independentemente para o site de Yves Saint Laurent por Hedi Slimane, diretor criativo da marca.
Grunge em Saint Laurent é considerado heresia
Grunge tomou conta da passarela e causou polêmica em Saint Laurent. Fotos: AFP
No Outono/Inverno 2013 de Yves Saint Laurent, o grunge voltou à passarela. A coleção foi super criticada por ter ousado fugir ao DNA da marca mais tradicional francesa. A reação foi tal que teve gente saindo do desfile dizendo que Hedi Slimane estava brincando com a indústria da moda. E não satisfeito em usar o grunge como inspiração, ele também colocou um de seus ícones, Courtney Love, como garota propaganda na campanha publicitária.
Para ser grunge:
Fotos: Divulgação
1. T-shirt Guns Melon Melon, R$ 118. www.melonmelon.com.br | 2. Camisa xadrez rosa Renner, R$ 69,90. www.lojasrenner.com.br | 3. Bota spikes Bebecê, R$ 94. www.bebece.com.br | 4. Calça jeans preta C&A, R$ 79,90. www.cea.com.br | 5. Pull tricô preto Pink Connection, R$ 89,90. www.pinkconnection.com.br | 6. Short jeans respingado Renner, R$ 79,90. www.lojasrenner.com.br | 7. All star prata Net Shoes, R$ 108. www.netshoes.com.br | 8. Camisa quadriculada p/b Leader, R$ 79,90 | 9. Gorro Asos, R$ 28. www.asos.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário