terça-feira, 30 de agosto de 2016

Bate papo com a Vivinh | respondendo os leitores

 Olá meus amores,

 Recebi algumas perguntas pelas redes sociais das leitoras mais lindas do mundo, no caso, vocês! Iria responder em forma de vídeo, mas como estou com pouco tempo para edição e até mesmo para gravar vai por aqui mesmo. Vamos lá?


 Como surgiu o seu interesse pelo mundo da moda? (Laísa, MG)
 Não sei dizer... Comecei de forma despretensiosa, de brincadeira e acabei me encantando por esse universo.

 Você já passou por algum desafio? Qual foi o maior? (Gabriela Reis, SC)
 A vida é um desafio. Me tornei uma "criança madura" em curto prazo. Momentos difíceis e necessários para ser quem sou hoje. Diariamente enfrento desafios.

 Alguém já duvidou do seu potencial como blogueira e modelo? (Maria Helena, SP)
 Demais... Sempre. Até hoje. Principalmente os familiares e "amigos". Creio que exista isso em todas as profissões, mas ser modelo e blogueira é ter um cartão de visita sempre. Reparam mais, exigem mais, criticam mais. Porém, nunca dei ouvidos, o que importa é o que eu penso e o que eu quero.

 Você é romântica? (Raíssa Gomes, PR)
 Olha... Até sou, mas sou moderada. Sou orgulhosa. Mas me ganha quem é romântico comigo, de brinde ganha o meu difícil romantismo.

 O que um homem precisa para te conquistar? (Filipi Brasão, RS)
 Ter atitude, ter foco. Mostrar interesse em mim, ser simples, me dar motivos para boas risadas, entender a minha bipolaridade e por aí vai.

 Vivi, você já sofreu por amor? Fez o quê para superar? (Amanda Lima, SP)
 Sofrer por amor não existe no meu dicionário. Sofrer, a gente sofre, é inevitável, mas não por homem, por exemplo. Não passei por esse drama, ainda, mas vai que... Sou muito intensa e muito desapegada também. Sou daquelas que "se não rolou, não era pra ser".

 O que você gosta de fazer no seu tempo livre? (Karen Máximo, GO)
 Olha... Com redes sociais é bem difícil um tempo livre. Mas, fugindo disso, gosto de curtir minha família, ficar de bobeira, programinha light, mas tudo acompanhado de celular.

 Você se considera uma pessoa caseira ou baladeira? (Carol Gomes, ES)
 Agora que descobri meu lado "baladeira", até por conta do meu trabalho. Antes, eu era mais caseira. Mas, tudo é fase.

 Continuem mandando as suas perguntinhas para qualquer mídia social minha, em breve responderei mais.

 Espero que tenham gostado!

 Beijinhos,

 Vivian.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá,
      Que bom que você gostou, fico feliz!
      Obrigada pela visita e pelo carinho!
      Beijinhos, volte sempre!

      Excluir